terça-feira, 5 de dezembro de 2017

Imaflora no II Encontro de Governo Aberto

Acesse:

Ferramentas ajudam a dar transparência e potencializar uso de informações públicas na área ambiental

A abertura de dados por parte dos órgãos públicos brasileiros, que tem avançado nos últimos anos graças a uma série de políticas, leis e normas voltadas à transparência, está propiciando o surgimento de diversas ferramentas voltadas a municiar a sociedade civil e o próprio governo de informações que permitem acompanhar e analisar políticas públicas. Na área ambiental isso se traduz no monitoramento de políticas ambientais e do uso do solo como o Código Florestale o transporte de madeira, por exemplo, por diversas instituições, como foi mostrado durante os painéis organizados pelo Instituto de Manejo e Certificação Florestal e Agrícola (Imaflora) no II Encontro Brasileiro de Governo Aberto, realizado entre os dias 28 e 29 de novembro, em São Paulo.

Saiba mais:


_________________________________________________________________________________

Transparência Ambiental no Brasil ainda enfrenta desafios

O Brasil tem conquistado boas colocações em rankings internacionais em avaliações comparativas sobre dados abertos (foi 8º lugar, entre 94 países, no Índice Global de Dados Abertos de 2016). Essa abertura de dados públicos e sua possibilidade de reutilização podem contribuir significativamente para a compreensão e a solução dos complexos desafios socioambientais relacionados a temas florestais, agrícolas e climáticos no país. Por isso, mesmo tendo um bom desempenho comparativo, pesquisas levantadas por organizações da sociedade civil mostram que há espaço para avançar.

Saiba mais:




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe