sexta-feira, 28 de julho de 2017

Onça-pintada, considerada em extinção, é vista em área de empresa certificada pelo Imaflora

Na semana passada, foi divulgado o aparecimento de uma onça pintada (Panthera onca) em uma área de proteção ambiental, no sul da Bahia. Situada na Mata Atlântica, o local pertence à Veracel Celulose, uma empresa certificada FSC® (Forest Stewardship Council)®, pelo Imaflora, desde 2013.

O animal, que apresenta risco de extinção, não era visto na região há 20 anos. Sua presença só é possível em ambientes com condições adequadas, ou seja, com presença de cursos d’água, grande quantidade de presas e cobertura vegetal, sendo essas características observadas em áreas destinadas à conservação, dentro de empreendimentos certificados.

A onça foi avistada na RPPN Estação Veracel unidade considerada como de alto valor para conservação, de acordo com as normas do FSC. Para receber esse título, deve apresentar vasta biodiversidade, existência exclusiva de uma espécie e animais em perigo de extinção. Por se tratar de uma área com especial interesse ambiental, a certificação exige que a empresa certificada responsável realize acompanhamentos para avaliar os efeitos das medidas tomadas para manter ou melhorar esses atributos de alto valor para conservação e reduzir possíveis ameaças. Os resultados desses monitoramentos são anualmente avaliados pelo Imaflora, por meio de auditorias de campo. “O registro de um animal de topo de cadeia alimentar legitima os esforços de conservação”, completa Virgínia Camargos, bióloga e gestora da RPPN Estação Veracel.

Além de contribuir para a preservação de animais como esse, a certificação florestal busca uma produção florestal sustentável, pois prioriza a utilização de técnicas de manejo florestal que causem o menor impacto ambiental possível, respeitando os direitos dos trabalhadores e das comunidades impactadas direta ou indiretamente pelo manuseio dessas áreas e o atendimento às leis.

Para Alexandre Sakavicius Borges e Guilherme de Andrade Lopes, engenheiros florestais do Imaflora, a certificação de plantações florestais contribui para a diminuição da pressão sob as florestas nativas e também, para a conservação de áreas naturais. Em média, 35% das áreas das empresas certificadas de plantações florestais no Brasil são destinadas a conservação. No território nacional há quase 08 milhões de hectares de florestas plantadas, e desses, 05 milhões possuem certificação FSC. Sendo assim, estima-se que 02 milhões de hectares são áreas destinadas à conservação ambiental.

Atualmente, o Imaflora é responsável pela certificação de 60% das áreas florestais plantadas no Brasil. O Instituto defende que a produção responsável, que une conservação ambiental, garantia de direitos e benefícios sociais, se torne uma prática comum no setor florestal. Com isso, grandes áreas naturais serão conservadas em propriedades privadas, ajudando na proteção da biodiversidade.





Nenhum comentário:

Postar um comentário

Compartilhe